quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Lição 7: Honrarás pai e mãe

Boa tarde na paz do Senhor!! Segue logo abaixo um pequeno resumo da Lição 7 - Honrarás pai e mãe do próximo domingo dia 15/02/2015. Servirá de Subsídio para quem for ministrar e para o aluno que quiser chegar na classe já inteirado do tema da lição:
"Honre o teu pai e a tua mãe para que os seus dias se prolonguem sobre a terra. Este é o quinto mandamento do Decálogo, não é uma sugestão humana.

É importante observar que o primeiro mandamento para honrar um ser humano não foi no sentido de honrar ao rei ou a uma autoridade religiosa, mas ao pai e a mãe.


Quando falamos de honrar pai e mãe, nos referimos a família instituída por Deus, constituída basicamente por pai, mãe e filhos. Pai e mãe devem ser amados e respeitados por todos nós. Honrá-los é o primeiro mandamento com promessa. A promessa de que a família não se desfará. De que a sociedade permanecerá. De que a vida será respeitada.

Disciplina

Alguns pais batem nos filhos como uma forma de eliminar tensões e frustrações sobre as ações dos pequeninos, os quais lhes recordam suas próprias fraquezas. Não convém descarregar a raiva, ou preocupação com os negócios, sobre as crianças. Uma coisa que nós deveríamos aprender como pais cristãos é nunca perder a paciência e evitar disciplinar estressados.

Na educação de um filho, pouco adiantará, pela perspectiva espiritual, perder horas de sono, trocar inúmeras fraldas, prover bons alimentos, as melhores roupas e o melhor abrigo, dar formação acadêmica, orar e esperar ansiosamente o adolescente voltar do passeio,  se não ensiná-lo a ser servo de Cristo. Nada é mais importante aos pais do que fazer a criança entender que é uma pessoa amada e que pertence a Deus.

Os filhos são bênção do Senhor para o lar. Eles não existem para os pais mas os pais para eles, que são a imagem divina do Criador. O papel dos pais é ajudar o filho a florescer, desenvolver-se como pessoa idônea diante de Deus e da sociedade. Tê-los em casa representa o ensejo de educá-los com responsábilidade visando conduzí-los à maturidade física e espiritual. É preciso ensinar de forma apropriada para que eles sejam bons com os outros, suprindo suas necessidades físicas, emocionais, mentais e espirituais. Levar à escola dominical e à igreja, ler histórias bíblicas para eles no ambiente familiar. E, acima de tudo, ser exemplo, demonstrar as verdades das Escrituras na vida diária.

"Deixar pai e mãe", o que significa isso?

"Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne" - Gênesis 2.24.

O texto não é uma licença para desrespeitar os genitores. É uma referência à cerimônia do casamento. A mulher é apresentada integralmente como associada e réplica do homem, antes do estado de gestante e mãe. Apresenta o casal como seres sociais, feitos para comunhão, criados para amar outro ser do mesmo nível.

A sanção da lei ao filho que ferir ou amaldiçoar os pais

No Antigo Testamento, a palavra "ferir" quase sempre significa "matar", mas em Êxodo 21.15 o termo quer dizer golpear de maneira não letal. A violenta seria uma ação flagrante de violação do mandamento de honrar os pais (Êxodo 20.12). Amaldiçoar (Êxodo 21.17) tem o mesmo peso reprovável que ferir, pois trata-se de desejar o mal aos pais e orar pela queda deles, portanto, os atos de ferir e amaldiçoar os pais levavam o indivíduo à pena de morte.

Embora a execução da pena de morte seja totalmente estranha ao espírito do Novo Testamento, ainda hoje o respeito aos pais é ordenado e o grande princípio, de respeitar os pais, permanece o mesmo (Efésios 6.1).

Honrar pai e mãe significa acatar seus ensinos e instruções

No modelo bíblico da família, pai e mãe são os mestres dos filhos (Provérbios 1.8; 6.20). É incubência dos pais instruir os filhos em seu lar de acordo com os princípios estabelecidos por Deus (Deuteronômio 6.6-7).

"Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo" -  Efésios 6.1. Um fato sério a ser lembrado é que as orientações paterna e materna devem ser realizadas de acordo com a Palavra do Senhor. O filho deve amar e respeitar em primeiro lugar a Deus, honrar mais a autoridade da Bíblia Sagrada do que a de seus próprios pais.

É honroso para os filhos cuidar dos pais na velhice deles

"Ouve teu pai, que te gerou, e não desprezes tua mãe, quando vier a envelhecer" - Provérbios 23.22. Uma vez que, na cultura hebraíca, o pai era o responsável pela liderança espiritual e a mãe era a principal provedora de cuidado no dia a dia, crescer e amadurecer vivendo uma vida santa era a melhor maneira de honrar os pais idosos.

Provérbios 23.22-25 reflete o quinto mandamento do Decálogo que ordena honrar os pais (Êxodo 20.12). Foi escrito numa sociedade e época que não existia aposentadoria e era parte do viver em retidão entre os judeus cuidar do bem-estar dos pais em idade avançada.

Embora nos dias atuais o crente viva numa sociedade que oferece uma variedade de maneiras diferentes de cuidar dos pais no tempo da velhice deles, uma coisa não mudou: a Bíblia é clara ao expressar as expectativas de que é preciso deixá-los satisfeitos. Criar esta satisfação no coração do pai e mãe idosos reflete o caráter de Deus na vida do cristão.

Conclusão

O Decálogo perdeu o seu poder para condenar os que estão em Cristo (Colossenses 2.13-14) e a observância da lei cerimonial é imprópria após seu cumprimento em Cristo (Efésios 2.15; Colossenses 2.16-17). Apesar disso, "os preceitos mais importantes da lei" (Mateus 23.23) são revelações do caráter de Deus  e formam princípios éticos permanentes. Um deles é que os filhos devem honrar seus pais."

OBS: Texto do autor, conforme fonte abaixo.
Fonte
Pense o Amanhã

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...